• Equipe Efeito

PROTOCOLO DE VOLTA ÀS AULAS

As aulas da rede estadual de Minas Gerais estão voltando, ainda não conhece os protocolos? Leia esse POST que preparamos para você!


Desde segunda-feira (05/07) os professores da rede estadual começaram a traçar as estratégias para receber os estudantes novamente e o planejamento dos protocolos de segurança contra a COVID-19. A Secretaria de Estado de Educação (SEE-MG) divulgou na sexta-feira (02/07) as regras que escolas precisam seguir para evitar contaminação dos presentes.


Até o dia 12 de julho os estudantes dos anos iniciais da escola devem retornar às atividades presenciais. E, para a segurança de todos, 90% da rede estadual já cumpriu o planejamento contra o Coronavírus. Veja abaixo quais são os protocolos definidos pelo governo:


De modo geral


• Sinalizar e demarcar a circulação interna, com fluxo determinado para a entrada e saída dos estudantes. O distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas deve ser assegurado. Recomenda-se o planejamento de horário de entrada e saída de turmas, evitando aglomerações;


• Deverá estar disponível álcool 70% para a higienização das mãos em todos os espaços da escola. É importante considerar a altura dos dispensadores incluindo indivíduos das diversas faixas etárias e os portadoresos estudantes com de deficiência (PCDs);


• Garantir a ventilação adequada deixando portas e janelas abertas, e evitando uso de ar-condicionado. No caso de ser necessário para ventilação, instalar e manter filtros e dutos limpos, além de realizar a manutenção e limpeza semanal.


Salas de aula


• Realizar limpeza e desinfecção de todas as salas após o término de cada turno de aula;


• Os estudantes terão lugares fixos para assistir às aulas, e as carteiras devem ter o distanciamento de pelo menos 1,5 metro. Recomenda-se a criação de um mapa de sala.


• Preferencialmente, os estudantes não devem mudar de sala de aula durante o dia, sendo recomendado que o professor se desloque. Com exceção do uso de salas de aula específicas, como química e biologia. Nas mudanças necessárias, os estudantes devem lavar as mãos e as salas devem ser higienizadas.


Sanitários


• Os sanitários devem ser providos de condições para higiene das mãos com lavatórios/pias com água disponível, dispensador de sabonete líquido, porta papel-toalha lixeira com pedal;


• Deve-se controlar o fluxo de acesso aos sanitários, de modo a respeitar a capacidade de ocupação e o distanciamento social entre as pessoas, evitando aglomerações;


• Disponibilização de cartazes com linguagem visual e não verbal com orientações sobre higiene das mãos e uso de máscaras.


Refeitório e cantina


• Ampliar o período de funcionamento desses serviços e distribuir os usuários em diferentes horários de refeição para evitar aglomerações;


• Limitar o tempo de permanência no local, sendo exclusivo para alimentação. Além de proibir o uso de celulares no refeitório;


• Os espaços deverão ser utilizados com 1/3 da capacidade por vez, e deve-se garantir o horário de cada turno.


MAIS DICAS


Gostou dessas dicas da Equipe EFEITO? Clique aqui para seguir nossas novidades e dicas no Instagram e, se desejar, entre em contato conosco para levar a nossa consultoria para a sua instituição de ensino ou agendar uma formação com a sua equipe. Para isso, basta clicar aqui.

5 visualizações0 comentário